Amigos de Dom Ávila

Tomando como exemplo a história de vida de Dom Ávila, pessoa extremamente solidária e engajada em ajudar o próximo, sendo considerado o "Rondon religioso", a AASDA homenageia associados que, como D. Ávila, prestam serviços, de diversas maneiras, a pessoas necessitadas.

Apresentamos os associados homenageados com o título "Amigo de D. Ávila" e suas respectivas atuações junto aos menos favorecidos.

2015 - Roberto Geraldo da Silva - Robertinho (certificado emitido em 2017)


Em fevereiro de 1990, Roberto Geraldo da Silva (Robertinho) fundador da “Associação Esperança e Vida”, foi convidado pelo Sr. Alcino Souto, membro de um grupo de Oração da Renovação Carismática Católica (RCC), para visitar um casal doente. No percurso foi informado que o casal era portador do vírus da AIDS.

Quando chegou naquele barraco de favela encontrou um rapaz desfigurado, pesando 30 Kg, passando pelos seus últimos momentos.

Robertinho conta que ficou impressionado com aquele quadro e pediu a Jesus que realizasse um milagre, pois era grande o sofrimento daquela pessoa.

Sentiu de imediato que seria atendido, e perguntou: - Cadê?

Jesus disse: - Você!

Desde então, aceitou o que acredita ser um chamado de Deus para cuidar de pessoas com AIDS em situação de exclusão social.

Naquele barraco, com dois portadores da doença, em 11 de fevereiro de 1990 nascia o “Grupo de Apoio Esperança e Vida” e, mais tarde, a “Associação de Apoio a Portadores de AIDS Esperança e Vida”, há 27 anos cuidando de irmãos em situação de risco e abandono.




2014 - Cônego José Luiz Nogueira Castro (certificado emitido em 2016)


Cônego José Luiz Nogueira Castro nasceu no dia 19 de agosto de 1941, em Campinas.

Sua ordenação ocorreu em 1966 e, desde então, dedicou-se em servir as comunidades por onde passou e aos mais necessitados.

Foi nomeado Cônego Catedrático do Cabido Metropolitano de Campinas em 2000.

Dentre as comunidades em que serviu como pároco e vigário cooperador estão:

  • Paróquia Nossa Senhora das Dores
  • Paróquia São Pedro Apóstolo
  • Paróquia Nossa Senhora das Graças
  • Paróquia São Sebastião, em Valinhos
  • Pároco da Paróquia Coração de Maria,
  • Paróquia Santa Margarida Maria Alacoque

Também foi:

  • Secretário do Arcebispo para assuntos administrativos,
  • Diretor Espiritual no Seminário Imaculada de Filosofia
  • Vigário Episcopal da Região Pastoral Norte
  • Consultor Diocesano
  • Vigário Forâneo da Forania Bom Pastor

Atualmente é pároco da Paróquia Santa Luzia, no Jardim Novo Campos Elíseos e Capelão das Missionárias de Jesus Crucificado, da Casa de Nossa Senhora.

Durante 20 anos, Cônego José Luiz efetuou atendimentos específicos às comunidades da Vila 31 de Março, Vila Padre Manoel da Nóbrega, Jardim Campineiro e Jardim São Marcos, Jardim Nossa Senhora de Fátima, Rosolem, Hortolândia, Vila Castelo Branco e Jardim São Cristóvão, sempre procurando o melhor para as pessoas dessas comunidades carentes.

Além de ajudar várias pessoas ao longo de sua jornada como sacerdote, colabora solidariamente há 10 anos com a AADA, o que muito nos honra por toda confiança em nós depositada.

Em 2016, Cônego José Luiz Nogueira Castro completa 50 anos de sacerdócio, coroados por sua dedicação, solidariedade e preocupação com os pobres.

Parabéns, Cônego José Luiz Nogueira Castro por fazer a diferença neste mundo!




2012 e 2013 - Giordano Di Giorgio e Regina Helena Curado Di Giorgio (certificado emitido em 2015)


Giordano Di Giorgio e Regina Helena Curado Di Giorgio estão casados há quase 40 anos e sempre atuaram juntos na caminhada solidária aos mais necessitados.

O casal ajuda e atua na paróquia São Tomás de Aquino, da EsPCEx - Escola Preparatória de Cadetes do Exército de Campinas, há mais de 20 anos. Giordano é tesoureiro da paróquia e também tesoureiro da AASDA, desde sua criação. Regina, à exemplo de seu pai Juca que foi vicentino por mais de 50 anos, assimilou a solidariedade em prol dos mais necessitados.

Foram fundadores e trabalham ativamente na Oficina de Costura Santa Rita de Cássia, que funciona, há 18 anos, na própria paróquia São Tomás de Aquino, e cujo objetivo é confeccionar roupas para os bebês de gestantes carentes da comunidade e dos bairros próximos. Ainda hoje, aos seus 90 anos completados em agosto de 2015, o Sr. Juca trabalha em casa ajudando na seleção dos tecidos e separando lãs e linhas para a Oficina de Costura, da qual Regina é coordenadora. A AASDA apoia a Oficina de Costura desde fevereiro de 2006.

Giordano e Regina foram personagens importantíssimos no trabalho realizado junto à comunidade do Jardim Eulina. Lá eram desenvolvidas diversas atividades com as crianças como catequese, Natal e Dia das Crianças. Também havia bazar e o sopão semanal, além da celebração de missa e reza do terço nas residências de alguns dos moradores locais.

A solidariedade é também praticada no seio da família do casal: eles cuidaram com muito carinho de dona Cecília, mãe de Regina, pelos vários anos em que esteve adoentada. Cuidam de Dona Bisse, mãe de Giordano, atualmente com 88 anos, e que mora na Itália. Tentam ir, sempre que possível, para visitar e cuidar de Dona Bisse, permanecendo uns meses com ela.

Seu Juca é pai de Regina e mora com o casal desde que Dona Cecília, sua esposa, faleceu. Regina e Giordano cuidam de seu Juca com dedicação, esmero e muito carinho.

É bonito ver o casal fazendo suas caminhadas pelo bairro de mãos dadas, e indo sempre juntos ao clube, às compras, às missas, etc.

Giordano e Regina são pessoas especiais que representam o sentido verdadeiro do que é ser um casal que vive em harmonia, parceria e cumplicidade.




2011 - Akico Umino


Akico Umino é uma senhora nissei, que celebra seus 76 anos de vida.

De pouca estatura e muita energia, costuma-se vê-la, pelos arredores do Círculo Militar, fazendo suas caminhadas matinais ou ao final das tardes, nas aulas de hidroginástica, de natação, de lian gong, de dançaterapia...

Akico sempre foi católica e devota de N. Senhora Aparecida, como seu pai que, diferente de todos os japoneses da época, era católico e tinha muita fé em N. Senhora Aparecida.

É ministra da eucaristia na igreja São Tomás de Aquino há 15 anos. Além de cumprir sua função nas missas, distribui carinho a doentes e idosos, quando leva a comunhão nos lares e nas casas de repouso. Sempre que possível, leva também flores ou uns biscoitinhos para "fazer um agradinho".

Há cerca de 10 anos, ajudava a equipe da São Tomás de Aquino na distribuição do “sopão” no Jardim Eulina, quando fez muitos amigos. Na época, participava dos terços nas casas das pessoas da comunidade, ajudava nos bazares, tomava conta das crianças...

Participava, também, com muita alegria, dos bazares de doce da Oficina de Costura Santa Rita de Cássia, da Escola de Cadetes.

Recebeu de Deus o dom para o artesanato e para lidar com flores e plantas: sua paixão. Akico resolveu usar esses dons para ajudar pessoas necessitadas: todos os anos, nos meses que antecedem o Natal, Akico já começa a trabalhar fazendo artesanatos (bolsas, pesos de porta, cartões de papel vegetal ou com flores e folhas secas...), bem como seus deliciosos quitutes (sequilhos, docinhos variados, os famosos dorayakis - doce japonês com recheio de creme). Ela sabe que pode contar com os amigos e com "amigos dos amigos" para levantar recursos com a venda desses produtos, carinhosamente, feitos por ela. O valor conseguido é encaminhado para instituições escolhidas por Akico e para compra de lãs para a Oficina de Costura Santa Rita de Cássia, da EsPCEx, para confecção dos enxovaizinhos de bebês.

Sendo descendente de japoneses, herdou o dom e sensibilidade de trabalhar com as flores. Um simples ramo de mato, ou um galho quebrado de árvore se transforma em lindos ornamentos de flores que transmitem as "delicadezas de Deus".

As ikebanas elaboradas pela Akico enfeitam e alegram as missas da igreja São Tomás de Aquino. Cada movimento ao se encaixar flores, ramos e folhas, é carregado de energia positiva e bons pensamentos. Todo o processo é cercado de muita Luz! Na época do nascimento de todos os netos, sempre havia ikebanas espalhados pelas casas de suas filhas, pois Akico dizia que trazia boas energias. Akico é gente que faz!




2010 - José Bonifácio de Souza Curado, “Seu Juca”


O Sr. José Bonifácio de Souza Curado, carinhosamente conhecido como “Seu Juca”, hoje com 85 anos, reside em Campinas com sua filha Regina e seu genro Giordano. Ambos participam da Pastoral da Costura, na Paróquia Santo Tomás de Aquino, onde são confeccionados enxovais para bebês para serem doados às mães grávidas carentes da cidade de Campinas.

Seu Juca tem uma linda história de vida de ajuda ao próximo: em 1940, com o grupo formado pela Câmara Júnior do Brasil, na cidade de São Vicente, SP, ele começou ajudando comunidades carentes, realizando grandes campanhas para arrecadar brinquedos, roupas, sapatos, que eram distribuídos aos necessitados.

Entre 1967 e 1968 participou do “projeto Lam-Lar”, cujo objetivo era dar assistência às crianças órfãs até atingirem a idade de 12 anos. Seu Juca gosta de citar um registro no livro de visita à entidade “Desta casa onde se respira amor, carinho e aflição, saímos daqui sensibilizados. Para nós que acreditamos que a peça humana é o maior tesouro da Terra, vemos nas expressões cândidas que aqui estão, que é a criança a pureza desse tesouro” (José Roberto, presidente da Câmara Junior do Brasil). Atualmente o Lam-Lar tem sede própria e conta com a ajuda da cidade.

No “Hospital Irmandade São José”, com a ajuda de pessoas ligadas a órgãos governamentais, seu Juca conseguiu transferência de pessoas com tuberculose para outros hospitais da região, que dispunham de melhor infraestrutura.

Em 1985, juntamente com a comunidade, ajudou na construção da “Paróquia São Pedro, O Pescador”, na praia do Itararé, em São Vicente, SP. Participou, juntamente com os Vicentinos, das visitas e atendimento a famílias e pessoas carentes.

Em 2006 sua esposa, D. Cecília, faleceu. Seu Juca mudou-se para Campinas, e deu início as suas atividades na Paróquia São Tomás de Aquino, ajudando na Pastoral da Costura, onde realiza os trabalhos de separação dos tecidos e retalhos que serão usados na confecção de edredons, enrola as lãs que serão usadas para fazer mantas, escreve os envelopes das correspondências aos associados da AASDA.

“Confesso que essas atividades foram uma dádiva de Deus que me ajudaram a superar a fase mais triste da minha vida: o falecimento da minha esposa, que também colaborou com a Pastoral da Costura. Deus lhes pague, Comunidade Tomás de Aquino”. (Seu Juca)

Com esse histórico de vida e exemplo de doação, Seu Juca nos mostra que o amor apenas cresce se for compartilhado. O único modo de ter mais amor para você mesmo é dá-lo a outros.

Como dizia Mark Twain "A bondade é uma linguagem que o surdo consegue ouvir e o cego consegue ler."

A caridade é a maior virtude que existe. Mas a caridade sem bondade não é uma virtude. Seu Juca é um homem caridoso e bondoso, que se doa ao próximo, diariamente, nas tarefas para a AASDA e se doou no seu glorioso passado de boas obras.

Nosso MUITO OBRIGADO, seu Juca. De todo nosso coração!!




2009 -Terezinha Nogueira de Moraes


O som do sininho e o característico "ho-ho-ho" são iguais ao de qualquer Papai Noel. Mas por trás da roupa e touca vermelhas, está uma mulher que cumpre uma promessa feita há mais de 40 anos. Todo dezembro, a corretora de imóveis Terezinha Nogueira de Moraes, de Campinas, SP, muda a sua rotina e se transforma na Mamãe Noel.

Terezinha é Mamãe Noel desde que o filho voltou a andar. Ela credita o fato a uma graça da Padroeira do Brasil. "Meu filho estava com 5 anos e não conseguia andar. Fomos fazer tratamento até nos Estados Unidos e nada de cura. Mas durante uma missa, em 8 de setembro de 1969, eu pedi ajuda à Nossa Senhora Aparecida e fui atendida", contou. Como agradecimento à graça alcançada, ela distribui brinquedos para crianças carentes.

Terezinha começou ajudando vítimas de um incêndio em Niterói. Colheu doações e encaminhou para Polícia Rodoviária de Campinas. Não parou mais. Recebe pedidos de transporte até hospitais, auxílio para compra de remédios e ajuda para custear enterros. Com apoio de outros voluntários e bons contatos, consegue atender a todos e a distribuir presentes às crianças em hospitais e em bairros da periferia.

O trabalho da doce Mamãe Noel começa no início do mês de dezembro e termina só no Dia de Natal.

Terezinha visita favelas, hospitais, creches, orfanatos e outros lugares em que meninos e meninas dependem, exclusivamente, da solidariedade de pessoas de bom coração.

Terezinha faz trabalho voluntário o ano todo e afirma que: "Toda vez que ajudo alguém, é Dia de Natal”.




2008 - Dona Lia Nobre Oliveira Setti


As mãos são ágeis no ponto. Aos poucos, a blusinha de tricô nasce, quando o frio, lá fora, já é uma ameaça. Depois de completar sua participação em 2 mil enxovais doados para gestantes carentes, confeccionados na Oficina de Costura Santa Rita de Cássia da Capelania São Tomás de Aquino - EsPCEx, é o calor de um abraço de agradecimento que fortalece Lia Nobre Oliveira Setti. Após criar nove filhos e vê-los seguir suas carreiras, não deixou que a solidão da viuvez a deprimisse. Do sorriso jovial vem a filosofia de vida: “Criei os filhos para terem seus próprios caminhos. Depois que eles foram construir suas trajetórias, resolvi abraçar o mundo.”

Que abraço carinhoso e solidário, D. Lia! Que esse abraço continue aconchegando muita gente!




2007 - Pe. João Batista Alves de Almeida Júnior


Pe. João Batista Alves de Almeida Junior nasceu em Cafelândia, SP e hoje presta serviço em comunidades de Boa Vista, RR.

Pe. João Batista chegou à paróquia São Tomás de Aquino para substituir Pe. Valentim, que havia sido convocado para cumprir sua missão em São Paulo.

No momento em que ficou sabendo dos objetivos da AASDA, não hesitou em ajudar e prestar sua solidariedade para as pessoas das comunidades de bairros carentes.

Também abraçou e apoiou o trabalho dos voluntários da Oficina de Costura Santa Rita da Escola Preparatória de Cadetes do Exército - EsPCEx, colaborando com a compra de material para confecção dos enxovais para os recém-nascidos.

Graças a boa vontade do Pe. João Batista, várias reuniões e outras atividades da AASDA foram realizadas nas dependências da Capelania, no Salão Irmã Margarida.

Pe. João deu apoio às atividades sociais da AASDA, participando de todos os almoços e jantares realizados, enquanto residiu em Campinas.

Auxiliou na catequese e outras atividades com os jovens e crianças do bairro Jardim Eulina, celebração de santa missa aos terceiros domingos e recreações nas datas mais significativas como dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, Nossa Senhora Aparecida e Natal.

Agradecemos por todo apoio à AASDA e irmãos carentes.




2016 – Maria Ignes Foz, in memoriam (certificado emitido em 2018)


Uma pequena mulher em estatura, mas grande em solidariedade!
Maria Ignes trabalhava com os vicentinos da Capelania São Tomás de Aquino, atuando no
bairro São Marcos, em Campinas.
Foi secretária do Pe. Valentim, sendo seu braço direito por vários anos, inclusive assumindo
toda comunidade São Tomás de Aquino por ocasião da viagem do padre para Angola, em que esteve ausente por 6 meses. Messe período lutou como guerreira, dizendo que as atividades da comunidade não poderiam parar, pois prejudicaria muitas pessoas. Sempre pensava no próximo.

Foi voluntária da Pastoral do Jardim Eulina com grande atuação junto às crianças e famílias.
Na véspera de Natal de 1996 choveu torrencialmente em Campinas e a favela foi inundada. As famílias perderam tudo. Sem pestanejar, M. Ignes arregaçou as mangas e acionou todos da comunidade São Tomás de Aquino, passando o dia de Natal ajudando as famílias.
Como secretária da Capelania ajudou muitas noivas de soldados carentes conseguindo,
gratuitamente, músicas e flores para decoração da igreja para que os casamentos fossem
realizados com “toda pompa”, como é o sonho de uma noiva!
No momento em que soube da gravidez precoce de uma das adolescentes atendida pela
Pastoral do Jardim Eulina solicitou ao Padre Valentim um espaço para iniciarem um trabalho
de confecção de enxovais para mães carentes. Nascia, assim, a Oficina de Costura Santa Rita de Cássia da Capela São Tomás de Aquino. Hoje, após 21 anos, a Oficina de Costura já doou 4.630 kits de enxovais para mães necessitadas.
Maria Ignes sempre foi solidária ajudando a todos os que até ela chegasse.
Hoje, há exatos 19 anos, Maria Ignes nos deixou para morar na Casa do Pai.
Maria Ignes: a pequena que, no anonimato, fez a diferença!




2017 - Cristina Umino (certificado emitidos em 2018)






CADASTRE-SE
LOCALIZAÇÃO

(19) 97132-2308

 

Rua Ministro Oscar Saraiva, 180, apto. 73, Jd. Paineiras

CEP 13092-342, Campinas, SP

CNPJ 09.419.071/0001-06

 

contato@aasda.org.br

© 2018 por AASDA todos os direitos reservados

Desenvolvido por